2016-08-30

Desperdício de TAGs de cobrança automática veicular.


Lá em 2013 eu publiquei uma matéria falando sobre a concorrência desleal nos pedágios onde o usuário era quem pagava o "pato" e nada mudou até hoje, obviamente. Continuamos pagando mensalidades e as operadoras das estradas continuam economizando com funcionários.




Depois destes 3 anos um outro fato se mostrou expressivo: o desperdício de TAGs




Como isso acontece: Simples! Eles vinculam o TAG ao carro E ao CPF do usuário fazendo com que um TAG funcional e bom seja jogado no lixo a cada troca de veículo pois o novo proprietário não pode usar o TAG já colado. Ele é forçado a jogar aquele TAG fora e comprar um novo.

Esses TAGs possuem uma bateria interna que descartada no lixo convencional polui o meio-ambiente e por isso evitar esse desperdício de TAGs, além de mais econômico ao usuário/cliente, é bom também para a natureza.

O fato é: Por que não vincular a TAG somente ao carro de modo que ao trocar de carro o cliente possa usar uma TAG existente no novo veículo?

Cada TAG tem um número de série que pode ser usado para habilitar o débito deste aparelho em uma conta pré-paga (ou pós) que o usuário/cliente tem.

Eu explico...

O usuário/cliente cria uma conta no site da empresa do TAG e insere lá o(s) número(s) de série que estão habilitados a gerar débito naquela conta. Quando a pessoa vende o veículo simplesmente vai lá e exclui o número de série.

O TAG permanece funcional no carro porém para ser usado o novo proprietário faz o mesmo processo de incluir o número de série do TAG na sua conta junto à operadora de auto-pagamento.

Simples assim. 


AutoExpresso ConectCar MoveMais SemParar

Um comentário:

Diogo Bernardo Pedrozo disse...

Concordo plenamente!
Hoje tenho conectcar, mas até pouco tempo atrás me recusava a pagar mensalidade por algo que reduz o custo com pessoal, sendo que não tenho nenhum desconto, apenas mais ônus.
O conectcar parece, para mim, uma alternativa mais viável, já que apresenta um plano (inicialmente de um ano) que te isenta de mensalidade, e ainda te possibilita participar de promoções e sorteios, mas que tive que comprar a TAG. Mas depois desse um ano, a mensalidade ainda é muito abaixo do valor cobrado, por exemplo, pelo sem parar. Mas ainda me recuso a pagar por algo que reduz custo para a concessionária.
A questão da TAG ser descartada é outra questão que me incomoda bastante, primeiro que a parte que cola no vidro é extremamente chata de tirar, e o que acaba acontecendo é que você vai acumulando suportes de TAG no vidro do carro, enquanto isso poderia ser evitado e ainda evitar o acumulo de lixo, desperdício de material, descarte incorreto etc.