2013-04-29

Cupons & Cia.




Legal! A vida com cupons está mais barata!

Será mesmo?

Cupom hoje está se tornando sinônimo de armadilha. Algumas muito bem elaboradas.

Em pesquisas recentes andei descobrindo que estabelecimentos duplicaram o preço de "placa" só para lançar cupons na internet com 50% de desconto. Mas não pense que sem o cupom você vai pagar o preço duplicado. É só entrar no site do estabelecimento e imprimir um cupom na hora ou mesmo mencionar sobre o cupom que o desconto aparece como por milagre mantendo o fluxo de caixa exatamente como era antes de existirem os cupons.

E calma! Não fique feliz que as coisas "pelo menos" não pioraram porque pioraram sim!

Com essa febre dos cupons muitas empresas estão se aproveitando que o cliente paga antecipado para forçar situações como por exemplo cupons de churrascarias que só valem se acompanhado de outra pessoa sem cupom (somente um cupom por visita).

Há ainda aqueles estabelecimentos que forçam o cupom no horário mais vazio como por exemplo uma pizza às 10:00 da manhã. Duvida? Então compre um cupom de um restaurante qualquer que exija agendamento pelo Zuppa (www.zuppa.com.br) ou pelo Groupon Reservas (www.grouponreservas.com.br). Você vai perceber que somente depois de colocar o código do cupom é que a escala de horário aparece e com isso vem o desespero ao ver os horários esdrúxulos. E não adianta chorar e nem reclamar porque você já comprou o cupom e não tem mais volta!

Outra armadilha são aqueles cupons que permitem pagamento utilizando um intermediador de segurança (PagSeguro, Paypal, PagamentoDigital, etc...) mas colocam nas regras do cupom que o envio pode ocorrer em até 20 dias. Isso faz com que o dinheiro seja forçadamente liberado antes do produto ser enviado ou mesmo antes do produto chegar. Você paga, libera o dinheiro e recebe uma caixa cheia de papelão amassado. É bom tomar cuidado.

Vai um cupom aí?


2013-04-18

A saga da comunicação instantânea.





Pouca gente sabe ou mesmo se lembra mas as mensagens instantâneas online surgiram em 1996 com um programa chamado ICQ® criado pela falecida empresa Mirabilis (comprada pela AOL).


O ICQ começou como um programa simples de troca de mensagens mas em pouco tempo agregou muitas funcionalidades inclusive a comunicação por voz que acabou não vingando devido à baixa velocidade das conexões de internet na época.



De lá pra cá muitos copiaram a idéia e o que mais explorou essa novidade foi o Windows Messenger que anos mais tarde passou a se chamar MSN Messenger. Lançado em uma época que a internet já era bem popular e com uma velocidade razoável mas chamadas de voz ainda assim não emplacaram.


Com a grande quantidade de comunicadores existentes as pessoas começaram a se perder com tanto programa instalado e foi aí que começaram a surgir os concatenadores. Programas que se conectavam nas várias redes e unificavam todos os comunicadores num só programa e nesse ramo o mais famoso foi o Trillian. Era realmente muito bom ter todos os seus contatos das diversas redes em uma janela só.


Passados os anos o Google lançou o GTalk e com ele uma idéia realmente sensacional: a federalização dos comunicadores instantâneos. Sim, finalmente cada um iria escolher o programa de comunicação que mais gostasse e poderia adicionar pessoas que usassem outras plataformas. Seria como o email que cada um tem o seu servidor de preferência (Gmail, Hotmail, etc..) e o email de um usuário que chega ao servidor do outro  é entregue na caixa de entrada do outro usuário numa boa. Tudo muito maravilhoso se tivesse adesão de todos mas obviamente as grandes empresas não largariam o o$$o e a coisa foi esquecida. Apenas a integração entre MSN Messenger e Yahoo Messenger aconteceu e foi de forma totalmente independente da proposta de integração universal que o Google criou.

Com o aumento da velocidade das conexões de internet, as chamadas de voz começaram a ser viabilizadas por completo mas as pessoas já não se lembravam mais do MSN messenger e muito menos do ICQ. Além disso as ondas de novidades já haviam se tornado um entorpecente que contaminou o mundo e mesmo que um dos antigos comunicadores fizesse um "relançamento" as pessoas não ligariam pois estavam sedentas por coisa nova ainda que fosse "mais do mesmo".

O tempo foi passando e de olho nisso surgiu o Skype que logo se apoderou dessa demanda. O Skype se estabeleceu quase que como um programa padrão para chamadas de voz via internet. A possibilidade de fazer chamadas gratuitas para qualquer lugar do mundo a era realmente atraente mas o problema era o preço da conexão de internet e esse foi um dos freios que ofuscaram o brilho do Skype e abriram uma porta para a ideia de mobilidade se estabelecer de vez.

Com o Skype estagnado os celulares se tornaram bem populares mas as tarifas não e apesar do custo ser baixo, as mensagens de texto (SMS) eram relativamente caras para uma conversa longa como se fazia com os comunicadores instantâneos.

E mais uma vez o tempo passou, as novidades não poderiam parar e o mercado foi se adequando às necessidades. As tarifas de celular ficaram mais acessíveis e as mensagens de texto começaram a popularizar. As chamadas gratuitas pela internet perderam a força pois demandavam algo fixo e as pessoas já estavam acostumados à mobilidade.

Com essa nova demanda por mobilidade a popularização dos smartphones emplacou e com eles a internet móvel foi viabilizada muito rápido pois as operadoras já haviam passado pelo "aviso" do SMS.

À essa altura o mundo inteiro já se deslumbrava com a realidade de ter um computador inteiro dentro de um telefone e como as novidades estavam cada vez mais difíceis de surgir, a onda de comunicadores instantâneos voltou pra valer só que desta vez totalmente portátil e substituindo o SMS.

Obviamente a nostalgia se fez valer e o MSN messenger foi o primeiro a ressurgir e na sequência todos os outros vieram à tona novamente.

Apesar do "mercado" de comunicadores instantâneos já ser bastante populoso, as empresas sabiam que novidades sempre foram e sempre serão bem recebidas e com isso surgiu, há pouco tempo atrás, o WhatsApp. Um novo comunicador instantâneo surgido exclusivamente para smartphones que tinha de diferencial dos outros exatamente: nada! Para não ser injusto, sou forçado a mencionar que o WhatsApp se diferencia por não possuir o modo "desligado" pois uma vez instalado ele fica sempre ativo. Apesar de ser "mais do mesmo" o WhatsApp possui mais de 200 milhões de usuários no mundo todo simplesmente por ser novidade.

Por enquanto o WhatsApp segue liderando uma vertente que nunca perdeu seu verdadeiro rei: o email.

Hoje, todo e qualquer smartdevice  que possui os comunicadores também possui aplicativos de email e assim como as mensagens instantâneas, um email também chega nesses equipamentos com a mesma velocidade e com um diferencial de que o email é universalizado desde sua criação. Aliado a isso, o email ainda é multi plataforma (tanto faz no celular, no computador, etc...) e registra histórico por natureza.


Apesar de eu acreditar que o futuro das mensagens instantâneas sejam os concatenadores eu tenho quase certeza que mesmo um pouco esquecido o email sempre existirá com a mesma eficiência das mensagens instantâneas.




2013-04-07

Como acabar com mosquitos e água verde em fontes ornamentais sem peixes.

Vou registrar aqui uma idéia que eu tive... talvez sirva para mais alguém.

Aqui em casa eu tenho uma fonte de jardim parecida com essa:


E por muito tempo eu tive problemas com a água verde e as intermináveis larvas de mosquito.

Durante esse tempo eu jogava um pouco de água-sanitária sempre que lembrava mas assim que o efeito passava lá estavam as larvas novamente e a casa infestada de mosquitos. Tentei colocar peixes para comer as larvas mas a fonte não foi projetada para tê-los e com isso não consegui adaptar um filtro atrás.

Depois de muito pensar (e me coçar) tive uma idéia que aparentemente está funcionando.

Eu ficava tentando imaginar como adicionar a água sanitária de modo automatizado e foi quando eu lembrei daqueles cloradores flutuantes de piscina e pensei que seria uma boa de ter esse tipo de solução de longa duração na fonte.

Não demorou muito e a idéia veio!

Com R$4,00 comprei um tablete de cloro desse aqui:


 Esse tablete inteiro trata 30 mil litros de água. A minha fonte tem cerca de uns 10 litros e para tentar compatibilizar essa disparidade o que eu fiz foi quebrar uma pequena lasca (um pouco menor que uma uva) desse tablete para colocar dentro da fonte mas aí surgiu um novo problema. Se eu colocasse direto na fonte a pedrinha de cloro iria manchar ou mesmo corroer o fundo da fonte causando um problema feio.

Não resolve muito eliminar um problema e causar outro. Eu precisava de algo de fácil substituição para ser corroído pelo cloro no lugar de jogá-lo direto. De tudo que eu pensei vidro seria a única solução então, fui procurar um pote na minha caixa de vidros para preparo de pimentas. O pote precisava ser pequeno o suficiente para ficar totalmente submerso. Acabei achando um pote (vazio, óbviamente) desse tipo:


Aí tudo se resolveu... coloquei a lasca de cloro dentro dele e o conjunto num lugar escondido atrás de umas pedras decorativas da fonte. A altura da água é o dobro da altura do pote o que permite um bom fluxo de água dentro do pote sem fazer a lasca sair de lá de dentro.

Com duas horas de água circulando o cheiro de água de piscina já era visível e as larvas de mosquito já não apresentavam mais atividade.


. dengue zika febre amarela chikungunya aedes aegypti mosquito

2013-04-01

Google Earth Treasure Hunt

Carmen Sandiego que nada...

Quer ganhar 50 000 euros? Vença a caça ao tesouro do Google: http://www.jointhetreasurehunt.com

Só não entendi porque eles lançaram o ebook guia somente para I-Tunes e não para Google Play!!!!! :-O


.